Carros populares: governo deve anunciar retorno de modelos mais baratos - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES

Notícias em destaque.

Jovem morre ao colidir motocicleta contra animal na BA-120 próximo a Gandu

Foto: Reprodução/Redes Sociais Um acidente na manhã deste domingo (16), na BA-120 resultou na morte de um jovem de morador do distrito de Al...

14/05/2023

Carros populares: governo deve anunciar retorno de modelos mais baratos

Foto: Reprodução

Desde o começo da pandemia da Covid-19 o Brasil deixou de ter carros a preços populares. Hoje o modelo mais barato no país é o Renaut Kwid versão Zen, que custa R$ 69 mil. Agora o governo deve anunciar um plano para retomar a venda de veículos mais em conta.

De acordo com a Folha de S.Paulo, a medida liderada pelo MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços) deve ser oficializada no próximo dia 25 de maio, Dia da Indústria. O foco da regra deve estar nos carros de entrada, o objetivo seria reduzir o custo de compactos 1.0 para que eles sejam vendidos em uma faixa de preço que vá entre R$ 50 mil a 60 mil.

A estratégia também deve contemplar outros segmentos da indústria, indo além das montadoras. A intenção seria criar linhas de crédito para o setor fabril, reduções na tributação e um aumento do financiamento de veículos.

O que você precisa saber

Governo quer trazer carros populares de volta;

Anúncio deve ocorrer em breve;

A intenção é baixar os preços para até R$ 50 mil;

Outros setores além das montadores devem ser inclusos.

A medida é capitaneada pelo vice-presidente e ministro do MDIC, Geraldo Alckmin. Nas redes sociais, ele falou sobre a proposta para o setor automotivo. “Recebi a diretoria da Renault para debatermos propostas que fortaleçam o setor automotivo. O presidente Lula está empenhado em retomar o vigor de nossa indústria automobilística, que é grande empregadora”, disse o vice-presidente.

Por conta da proximidade com a Renaut, a Folha diz que o Kwid deve ser o primeiro carro a se adequar a nova lei. Em seu lançamento, em 2017, a versão mais em conta dele custava R$ 30 mil, preço que hoje, com a inflação corrigida, estaria por volta de R$ 40 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário