É Notícia! - Vacinação contra a gripe é liberadas para todas faixas etárias - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES

Notícias em destaque.

Jovem morre ao colidir motocicleta contra animal na BA-120 próximo a Gandu

Foto: Reprodução/Redes Sociais Um acidente na manhã deste domingo (16), na BA-120 resultou na morte de um jovem de morador do distrito de Al...

14/05/2023

É Notícia! - Vacinação contra a gripe é liberadas para todas faixas etárias


A vacina da gripe já chegou a 30% em cobertura no País, mas a ministra da Saúde, Nísia Trindade admite que a vacinação está aquém do que precisa, apesar do esforço do Ministério da Saúde e das secretarias de Saúde, em especial as secretarias municipais. Para aumentar o índice de imunização, ela disse ser necessário um trabalho conjunto entre governo e sociedade. “Nós estamos trabalhando junto com cada gestor municipal, estamos envolvendo agentes comunitários de saúde e vamos fazer ações in loco, principalmente nos municípios que estão com baixa cobertura, para tentar ampliá-la”.

  • CNJ condena cinco desembargadores do TRT-BA por venda de sentenças com aposentadorias e censura
Por determinação da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no dia 9 maio 2023, condenou cinco desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-BA) na Operação Injusta Causa, da Polícia Federal (PF), deflagrada em 2019, por venda de sentenças. 

De acordo com a decisão, a ex-presidente do TRT, Maria Adna Aguiar, Noberto Frerichs, e Washington Gutemberg receberam como pena a aposentadoria compulsória. Já os desembargadores Maria das Graças Oliva Boness e Esequias Pereira de Oliveira tiveram como condenação a censura.
A operação é responsável por investigar e desarticular um esquema de venda de decisões judiciais e tráfico de influência na Bahia. Na oportunidade, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em gabinetes dos desembargadores. Os alvos foram afastados de suas atividades até maio de 2020.

  • Paciente passa por procedimento para retirar lâmpada do ânus
Um homem colombiano de 53 anos chegou a um hospital do país com dores intensas em março último. Aos médicos, o paciente disse não saber do que se tratava. No entanto, exames de imagem mostraram que uma lâmpada foi enfiada em seu reto. Objetos como este, que correm o risco de se quebrar, tem de ser retirados do corpo em procedimentos cirúrgicos. No entanto, segundo reportagem da TV Azteca, foi possível succionar a lâmpada porque ela era feita de plástico.

O Conforme publicou o Metrópoles, parceiro do BN, homem sofria com dores há três dias e não havia ido ao hospital antes por medo de que sua esposa soubesse do acidente. O ato de enfiar objetos estranhos no corpo é chamado de parafilia, um transtorno psicológico de ordem sexual que expõe as pessoas a comportamentos de risco.

  • Padrasto é condenado a 1.080 anos de prisão após estuprar enteada por mais de 90 vezes em SC 
Um homem foi condenado a 1.080 anos por estuprar a enteada por volta de 90 vezes, no norte do estado de Santa Catarina. O réu, que já está encarcerado, foi preso em flagrante ao ser surpreendido pela mãe da criança enquanto cometia o crime. A pena é uma das maiores já aplicadas a uma pessoa na história do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. A violência se iniciou em 2019, quando a menina tinha apenas 8 anos, e continuou até 2023.

De acordo com a investigação, o criminoso estuprou a criança aproximadamente 90 vezes e se aproveitava da pouca idade da menina e da condição de padrasto, que lhe permitia ficar a sós com ela. No dia da prisão, a mãe da vítima retornou para casa sem avisar e surpreendeu o companheiro, que saía do closet sem roupa. O homem tentou impedir a esposa de entrar no cômodo, mas ela viu a filha sob uma prateleira, enrolada em roupas que não eram suas.

O crime foi confirmado após o depoimento prestado pela vítima, por testemunhas e pela própria confissão do réu. O juiz responsável pelo caso explica, na sentença, que o estupro ocorria com absoluta consciência por parte do padrasto — o que, de acordo com o magistrado, era um estilo de vida criminoso. Por isso, a conduta do juiz precisou ser mais severa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário