Mortes em acidentes de trabalho crescem no estado da Bahia - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES

Notícias em destaque.

Jovem morre ao colidir motocicleta contra animal na BA-120 próximo a Gandu

Foto: Reprodução/Redes Sociais Um acidente na manhã deste domingo (16), na BA-120 resultou na morte de um jovem de morador do distrito de Al...

08/08/2023

Mortes em acidentes de trabalho crescem no estado da Bahia

Foto:Reprodução

A Bahia registrou 112 óbitos de trabalhadores durante as atividades laborais, em  2022, contra 100 no ano de 2021 e um alto índice de acidentes de trabalho: foram 14.326, em 2021, e 17.264, em 2022. Nos primeiros sete meses de 2023, os números disponíveis para a Inspeção do Trabalho indicam 7.684 acidentes com 58 óbitos. Na véspera do Dia Municipal em Memória às Vítimas de Acidente de Trabalho, o Sindicato dos Auditores Fiscais do Trabalho do Estado da Bahia (SAFITEBA) alerta que os números podem ser ainda maiores, já que a estimativa de subnotificação é grande, podendo variar de 30% a 80%, dependendo do setor.

Em Salvador, no ano de 2022, os Auditores Fiscais do Trabalho (AFTs) registraram aumento de 24,7% no número de acidentes de trabalho, em relação a 2021. Foram 5.009 acidentes com 8 (oito) óbitos, em 2021, subindo para 6.248, com 24 óbitos em 2022.  Dados de janeiro a julho de 2023 já indicam 2.432 acidentes de trabalho, com 05 (cinco) mortes na capital baiana. Uma delas ocorreu em fevereiro, após o desabamento de um silo de concreto que levou um trabalhador a óbito e deixou outros dois feridos. 

Esse fato relembra a tragédia ocorrida em 9 de agosto de 2011, quando nove operários da construção civil morreram na queda de um elevador, do 25° andar, na Capital Baiana. Para que essas mortes não sejam esquecidas e com o objetivo de chamar a atenção para a importância das Normas de Segurança do Trabalho (NRs), o município de Salvador instituiu, através da Lei nº 9.064/2016, 9 de Agosto como o Dia Municipal em Memória às Vítimas do Acidente de Trabalho.

A AFT Flávia Maia,  associada do SAFITEBA e chefe do Setor de Segurança e Saúde do Trabalhador da Superintendência Regional da Bahia (SRT), destaca que os setores onde há maior incidência de acidentes são os de transporte, silos e eletricidade. Para reduzir esses números, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) realiza a Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes (CANPAT), promove capacitações através da Escola Nacional da Inspeção do Trabalho (ENIT) e realiza ações de prevenção, orientação e fiscalização do cumprimento das NRs.  

Havendo necessidade, os AFTs interditam atividades, setores ou máquinas nas empresas.  Na última semana, cinco concreteiras localizadas em Salvador foram fiscalizadas e três delas interditadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário