Justiça da Bahia deflagra operação de combate ao tráfico de armas por facções criminosas - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES

Lutadora de jiu-jítsu morre em acidente de moto no sudoeste da Bahia

Foto: Reprodução/TV Sudoeste Uma lutadora jiu jítsu morreu ao sofrer um acidente de moto no domingo (26). Ela trafegava na BA-415, entre os ...

05/12/2023

Justiça da Bahia deflagra operação de combate ao tráfico de armas por facções criminosas

Reprodução / Metrópoles

A Justiça baiana em conjunto com a Polícia Federal no Estado da Bahia conduz na manhã desta terça-feira (5), a operação contra grupos suspeitos de entregar 43 mil armas para os líderes das maiores facções do Brasil. Entre elas as facções denominadas Primeiro Comando da Capital (PCC) e Comando Vermelho (CV). O comércio ilegal movimentava R$ 1,2 bilhão.

Em nota, a PF informou que a operação denominada de Dakovo, se iniciou após investigações no Grupo de Investigações Sensíveis da Polícia Federal na Bahia – GISE/SR/PF/BA, indicarem “uma complexa e multimilionária engrenagem de tráfico ilícito de armas de fogo da Europa para a América do Sul”. A apuração foi iniciada em 2020, quando pistolas e munições foram apreendidas no interior da Bahia.

Segundo a polícia, uma empresa que funciona em Assunção, no Paraguai, seria a responsável pela importação de milhares de pistolas, fuzis e munições de vários fabricantes europeus sediados na Croácia, Turquia, República Tcheca e Eslovênia. As armas eram traficadas da Europa para o Paraguai, onde eram revendidas a intermediários que atuavam na fronteira do Brasil e o país vizinho. Após chegar na fronteira, as armas eram vendidas às principais facções criminosas do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário