Brasil: 3,2 mil pessoas foram resgatadas de trabalho análogo à escravidão em 2023 - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES


Daniel Alves é condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por agressão sexual

Foto: David Zorrakino/AFP O ex-jogador da seleção brasileira Daniel Alves foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por agressão sexual. A ...

11/01/2024

Brasil: 3,2 mil pessoas foram resgatadas de trabalho análogo à escravidão em 2023

Foto: Reprodução

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) resgatou, no ano passado, 3.190 pessoas do trabalho análogo à escravidão no Brasil e fiscalizou 598 estabelecimentos urbanos e rurais, o que possibilitou o pagamento de R$ 12.877.721,82 em verbas salariais e rescisórias aos resgatados nas operações.

A região Sudeste foi onde aconteceu o maior número de ações e resgates, com 225 estabelecimentos fiscalizados e 1.153 trabalhadores resgatados, seguido do Centro-Oeste, com 114 fiscalizações e 820 resgates. O Nordeste veio em seguida, com 552 trabalhadores resgatados e 105 ações realizadas. No Sul, foram realizadas 84 ações e 497 resgates. No Norte, 168 resgatados e 70 ações realizadas pelo MTE.

Entre os estados, os maiores resgates ocorreram nos estados de Goiás (739), Minas Gerais (651) e São Paulo (392). Minas Gerais foi o estado com mais ações realizadas, um total de 117 fiscalizações. Na Bahia, houve 87 pessoas resgatadas da situação análogo à escravidão.

O cultivo de café foi o setor com a maior quantidade de resgatados, 302, ficando à frente do setor da cana-de-açúcar, com 258 resgates, que liderava os dados até junho deste ano. (Pimenta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário