Mais de 50 mil doses da vacina contra a dengue chegam em Itabuna, Ilhéus e Jequié - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES


Professora perde R$ 160 mil em golpe aplicado pelo ex: ‘Foi triste, senti muita vergonha’

Foto: Reprodução/TV Santa Cruz Uma professora de 48 anos perdeu ao menos R$ 160 mil em um golpe conhecido como “estelionato sentimental”. Tr...

23/02/2024

Mais de 50 mil doses da vacina contra a dengue chegam em Itabuna, Ilhéus e Jequié

O município de Jitaúna estará recebendo doses da Qdenga para imunização. (Foto: Divulgação) 
A Secretária da Saúde do Estado da Bahia, Roberta Santana, anunciou que, a partir desta sexta-feira (23), mais 50.447 doses da vacina contra a dengue serão distribuídas para as regiões de Itabuna, Ilhéus, Jequié e Barreiras, abrangendo um total de 71 municípios. Esta nova etapa é um avanço na luta contra a dengue, pois 38 municípios encontram-se em estado de epidemia e outros 19 em alerta.
A Bahia já tinha recebido do Ministério da Saúde 120 mil doses da vacina no início do mês, tendo sido distribuídas para 44 municípios das regiões de Salvador, Feira de Santana e Camaçari. A escolha dos municípios para a distribuição das vacinas tem sido baseada em critérios epidemiológicos rigorosos por parte do Ministério da Saúde, levando-se em conta os números de casos de dengue do ano de 2023.
A titular da pasta da Saúde do Estado expressou otimismo com a chegada das vacinas, mas enfatizou a importância da prevenção contínua. “A vacinação é uma ferramenta importante, sobretudo, no médio e longo prazo. A conscientização e a eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti nas residências são as medidas fundamentais para o controle da doença,” declarou Santana.
O foco inicial da campanha de vacinação tem sido crianças e adolescentes de 10 e 11 anos, sendo ministradas duas doses com intervalo de 90 dias entre elas.

A resposta do governo estadual à dengue inclui a aquisição de novos carros de Ultra Baixo Volume (UBV), também conhecidos como fumacês, distribuição de aproximadamente 12 mil kits para os agentes de Combate às Endemias, intensificação dos mutirões de limpeza com o auxílio das forças de segurança e emergência, além da utilização de agentes com bombas costais em diversas cidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário