Mulher acusada de ataque antissemita contra empresária em Arraial d’Ajuda vira ré por injúria racial, diz reportagem - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES


Professora perde R$ 160 mil em golpe aplicado pelo ex: ‘Foi triste, senti muita vergonha’

Foto: Reprodução/TV Santa Cruz Uma professora de 48 anos perdeu ao menos R$ 160 mil em um golpe conhecido como “estelionato sentimental”. Tr...

13/03/2024

Mulher acusada de ataque antissemita contra empresária em Arraial d’Ajuda vira ré por injúria racial, diz reportagem

mulher acusada de promover um ataque antissemita contra uma empresária judia em Arraial d’Ajuda, distrito de Porto Seguro, virou ré por injúria racial, dano qualificado, ameaça e tentativa de agressão. A decisão foi expedida pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) na última quinta-feira (07).

Segundo o site G1, a Justiça determinou que a ré apresente sua defesa em até 10 dias. A acusada, Ana Maria Leiva Blanco, responde por agredir a empresária judia Herta Breslauer em Arraial D’Ajuda, no dia 02 de fevereiro. Na ocasião, ela entrou na loja da empresária judia e deu um tapa no rosto da vítima.

Conforme as imagens gravadas pela vítima, Ana proferiu insultos como ”assassina de crianças” e de ”maldita sionista”. O sionismo se configura como a base política-ideológica que deu origem à construção do Estado de Israel. Informações apontam que a discussão entre as mulheres iniciou nas redes sociais devido ao conflito na Faixa de Gaza, entre o Hamas e Israel. Após a discussão, Herta bloqueou a acusada no aplicativo de mensagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário