Bahia vai começar a emitir o novo RG a partir de 11 de janeiro - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES

Notícias em destaque.

PF apura fraude no recebimento de seguro DPVAT na Bahia

Foto: Divulgação A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (17/7/), a Operação Lesão Fake, com cumprimento de mandados de bus...

17/12/2023

Bahia vai começar a emitir o novo RG a partir de 11 de janeiro

O Brasil está passando por uma revolução na maneira como nos identificamos, graças à introdução da Carteira de Identidade Nacional (CIN).  Atualmente, 13 estados já estão emitindo a nova versão do documento. Para adquirir o novo RG, é necessário comparecer ao órgão emissor de sua cidade portando sua certidão de nascimento ou casamento. As secretarias de Segurança Pública dos estados são responsáveis pela emissão do documento e o  processo é acessível e simples para todos os cidadãos.

São apontadas como vantagens para todos os cidadãos (ãs) brasileiros, os itens seguintes:

– Unificação com o CPF: O CPF será o número único no RG, reduzindo a chance de fraudes e simplificando a vida dos brasileiros.
– Facilidade de Uso: Um QR Code incluído permite a verificação rápida e prática da autenticidade do documento.
– Padrão Internacional (MRZ): O CIN pode ser usado como documento de viagem, seguindo padrões internacionais.
– Emissão gratuita da primeira via: A primeira via do novo RG é emitida sem custos para o cidadão.

Bahia tem previsão de começar a emitir o novo RG a partir de 11 de janeiro/2024, juntamente com os estados do Amapá, Ceará,  Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Roraima.

É importante ressaltar que o CIN é obrigatório, sendo que as antigas carteiras de identidade serão válidas até 28 de fevereiro de 2032. Para emitir o novo RG, é essencial que o CPF esteja regularizado e atualizado, um procedimento que pode ser realizado facilmente no site da Receita Federal. A introdução da Carteira de Identidade Nacional representa um passo crucial na modernização da identificação no Brasil. Com facilidade de emissão, ausência de custos na primeira via e uma série de vantagens, essa mudança é extremamente benéfica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário