Mãe de criança de 4 anos morta com marteladas na cabeça é presa por omissão - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES


Homem é esfaqueado por companheira enquanto dormia; crime ocorreu na região sisaleira

Foto: Reprodução / Calila Notícias Um homem foi esfaqueado pela companheira na noite desta quinta-feira (16) em   Araci , na região sisaleir...

10/04/2024

Mãe de criança de 4 anos morta com marteladas na cabeça é presa por omissão

Uma mulher foi presa na terça-feira (9) por omitir a morte do filho de 4 anos, que foi assassinado com golpes de martelo, na cabeça, na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O pai do menino é suspeito do crime e está preso desde quando foi autuado em flagrante, em março deste ano.

O menino, que não teve a identidade revelada, foi morto no dia 21 de março, no bairro Vila Elisa, onde morava com os pais. Veja abaixo o que as investigações apontaram:

  • 👉 a criança sofria castigos físicos e torturas psicológicas praticados pelo pai há três meses.
  • 👉 a mãe da vítima sabia das agressões, mas não fez nada para protegê-la.
  • 👉 o pai da criança gravava as agressões que praticava contra o menino e enviava para a mãe.
  • 👉 a mãe, que trabalhava fora de casa, nunca denunciou as agressões, nem prestou socorro ao filho depois que ele era agredido pelo pai.
  • 👉 a criança desmaiou algumas vezes dias antes de morrer.
  • 👉 o casal usava drogas na presença da criança;
  • 👉 o suspeito também vendida as drogas dentro do imóvel do casal;
  • 👉 o imóvel foi encontrado sujo, com roupas e restos de alimentos espalhados, sem condições de higiene para uma criança morar.

Assassinato e prisão do pai

A Polícia Militar informou que a criança, já sem vida, foi socorrida pela mãe e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Em depoimento, a mulher contou que trabalhava quando recebeu a ligação do marido, pai da vítima, que informava que a criança estava passando mal.

Pai de menina de 4 anos morta após ser esquecida dentro de carro deveria ter levado filha à escola, diz delegada
A mãe do menino foi ao imóvel e encontrou o filho com ferimentos no abdômen e cabeça, inclusive com afundamento de crânio. O homem já não estava no local.

Mesmo tendo desconfiado que o menino estava morto, a mulher resolveu levá-lo à UPA. Com a informação, os policiais militares procuraram o suspeito e o encontraram na Avenida Filipinas, próximo de onde o casal morava, no bairro Vila Elisa.

O pai do menino foi preso em flagrante por tortura qualificada, homicídio e tráfico de drogas. De acordo com a Polícia Militar, ele admitiu que agredia a criança pelo que chamou de “correção”.

Na casa dele foram apreendidos um martelo, que estava no meio dos brinquedos da vítima, que foi usado no crime.

Além do objeto, foram encontradas uma substância análoga a maconha e uma balança de precisão. O material e o suspeito foram levados à delegacia de Vitória da Conquista, onde ele segue à disposição da Justiça. G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário