PRF registra 68 acidentes nas estradas baianas durante o São João 2024 - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES

Notícias em destaque.

Lei da igualdade salarial tem boa adesão das empresas, diz ministro

— Crédito: Paulo Pinto/Agencia Brasil Sancionada no ano passado, a Lei da Igualdade Salarial, que visa garantir a igualdade salarial entre m...

26/06/2024

PRF registra 68 acidentes nas estradas baianas durante o São João 2024

Foto: Reprodução

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 68 acidentes nas rodovias federais que cortam a Bahia durante o São João, com 22 casos de maior gravidade, com vítimas fatais ou com ferimentos graves. O número é menor do que o contabilizado no mesmo período do ano passado, quando ocorreram 71 sinistros de trânsito e 22 ocorrências graves com 14 mortes e 78 feridos.

O balanço momentâneo foi divulgado pela PRF como parte da Operação São João que é realizada pela corporação e encerra nesta terça-feira (25). Além dos acidentes, os policiais identificaram 2.530 infrações de trânsito durante a época junina. A maior reincidência foi de ultrapassagens indevidas com 1.148 casos, seguido por passageiros e condutores sem cinto de segurança (198 e 126, respectivamente), motorista usando celular (116) e condutores ou passageiro sem capacete (85).

Tradicionalmente, a campeã de registros na época de festejos juninos é a BR-324, sobretudo nos perímetros urbanos de Salvador e Feira de Santana. A maioria desses acidentes são colisões traseiras, segundo a PRF.

O local com mais ocorrências de mortes graves é o trecho de Amélia Rodrigues da BR-324, entre o km 520 e o km 540. Esses estão geralmente relacionados a excesso de velocidade. “Como a 324 é uma via duplicada, as pessoas acabam exagerando na velocidade”, afirma o policial rodoviário federal Fábio Rocha, representantes do Núcleo de Comunicação Social da PRF/BA.

Entre os dias 17 e 19 de junho, a PRF registrou mais de 1.100 imagens de excesso de velocidade nas rodovias da Bahia, com 738, quase 65%, sendo na BR-324, no trecho de Amélia Rodrigues.

Nenhum comentário:

Postar um comentário