Rifeira de 36 anos é assassinada na porta de casa no bairro de Pau da Lima, em Salvador, diz reportagem - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES

Lutadora de jiu-jítsu morre em acidente de moto no sudoeste da Bahia

Foto: Reprodução/TV Sudoeste Uma lutadora jiu jítsu morreu ao sofrer um acidente de moto no domingo (26). Ela trafegava na BA-415, entre os ...

20/10/2023

Rifeira de 36 anos é assassinada na porta de casa no bairro de Pau da Lima, em Salvador, diz reportagem

Uma mulher foi assassinada na madrugada desta sexta-feira (20), no bairro de Pau da Lima, em Salvador. A vítima foi identificada como Simone Maria de Jesus, tinha 36 anos e segundo informações preliminares atuava como rifeira. Testemunhas relataram que homens encapuzados chamaram por ela na frente da residência e, quando a vítima abriu a porta, foi baleada.

Simone chegou a ser socorrida à Unidade de Pronto Atendimento de São Marcos, mas não resistiu. O Departamento de Polícia Técnica foi acionado e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o crime.

Relembre outros casos

Dois casos envolvendo a morte de pessoas que trabalham com rifa, chamaram atenção nos últimos meses. Os influenciadores digitais DG Rigas e Naroka Rifas foram mortos a tiros na praia, em Barra do Jacuípe, no litoral de Camaçari, no dia 11 de dezembro de 2022.

Juntos, o casal tinha mais de 140 mil seguidores nas redes e passaram a tarde no local do crime – no Instagram, DG compartilhou momentos de moto aquática horas antes de ser morto.

Em 1º de junho deste ano, Alan Santos, conhecido pelo apelido de ”Alan Celulares”, foi assassinado no Iguatemi Business, localizado no Caminho das Árvores, em Salvador. Ele era sócio da loja ”Alan Celulares Salvador”, localizada no Shopping Capemi, em frente ao Iguatemi Business. Nas redes sociais, ele tem mais de 219 mil seguidores.

STATUS DE INVESTIGAÇÕES

No início de junho, à pedido do Bahia Notícias, a Polícia Civil fez um levantamento sobre o andamento das investigações envolvendo a morte de rifeiros na Bahia. Dos sete casos,  apenas um teve o inquérito concluído e remetido à Justiça.

Apesar de, segundo a polícia, não haver nenhum indício de que a motivação dos crimes tenha relação com a atividade profissional exercida pelas vítimas, os números apontam para uma impunidade quanto a ocorrência de atentados contra a vida de pessoas que ”passam” rifas. Do quantitativo contabilizado, apenas dois registros tiveram autoria identificada.

Veja a lista de assassinatos e o status das investigações:

22/06 – Itamar ”Guiga Rifas” (Subúrbio)
A investigação está em andamento na 3ª DH/BTS. Oitivas ainda estão sendo realizadas para a conclusão do Inquérito Policial.

06/07 – Jaiane Costa dos Santos, 22 anos (Águas Claras)
O Inquérito Policial está em fase de conclusão, já com indicativo de autoria. Detalhes não podem ser divulgados no momento.

15/07 – Isabela do Espírito Santo, 23 anos (Pirajá)
O suspeito de matar Isabela do Espírito Santo, de 23 anos, em junho de 2022, foi apresentado por policiais militares na Coordenadoria de Polícia Interestadual (Polinter), no dia 18 de fevereiro. Ele foi flagrado pelas câmeras de reconhecimento facial, na cidade de Camaçari, e teve o mandado de prisão temporária cumprido na unidade da Polícia Civil. Inquérito concluído e remetido à Justiça.

25/07 – Ruan e Rubens Santos, 23 anos (Lobato)
Inquérito em fase de conclusão. A motivação tem relação com o tráfico de drogas e os autores já estão identificados.

26/07 – Joilson Pires Damasceno Falcão, 23 anos (Campinas de Pirajá)
A investigação está em curso pela 3ª DH/BTS. Em análise do portal de Joilson, foi possível verificar duas ocorrências na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) onde ele configura como autor de roubos na capital baiana. A unidade especializada ainda apura a autoria do homicídio.

26/07 – Willian Santos, 32 anos (São Caetano)
O Inquérito está em andamento na 3ª DH/BTS. Wiliam era contumaz em realizar furtos em vários estabelecimentos do bairro. Oitivas estão sendo realizadas para identificar a autoria do crime.

11/12 – Rodrigo da Silva Santos, 33 anos, e Hynara Santa Rosa da Silva, 39 (Barra de Jacuípe, Camaçari)

O Inquérito Policial segue em andamento pela Delegacia Territorial (DT) de Monte Gordo. Diligências investigativas estão sendo realizadas e laudos periciais são aguardados para auxiliarem na elucidação do crime. Com informações do site Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário