Jequié: Comando da Polícia Militar diz que matéria da Record sobre cidade mais violenta foi negligente - JITAÚNA EM DIA

EM DESTAQUES


Homem é esfaqueado por companheira enquanto dormia; crime ocorreu na região sisaleira

Foto: Reprodução / Calila Notícias Um homem foi esfaqueado pela companheira na noite desta quinta-feira (16) em   Araci , na região sisaleir...

30/04/2024

Jequié: Comando da Polícia Militar diz que matéria da Record sobre cidade mais violenta foi negligente

O Comando do 19º Batalhão de Polícia Militar de Jequié se manifestou após nova matéria jornalística de repercussão nacional exibir número de casos de violência na Cidade Sol. Desde a noite de domingo, circulam nas redes sociais trechos da matéria feita por uma equipe da Rede Record, no Domindo Espetacular, que classifica Jequié como a cidade mais violenta do país.

De acordo com a Record, nem São Paulo, Rio de Janeiro ou Recife; a cidade mais violenta do Brasil seria Jequié, que se tornou palco de uma guerra entre facções criminosas que disputam o controle do tráfico de drogas. A matéria diz ainda que a reação da polícia deixou a população com ainda mais medo.

Já o Comandante da PM, o Tem/Cel Márcio Amorim de Marcelo, através de arte gráfica/card divulgado na noite desta segunda-feira (29) pela Assessoria de Comunicação do 19º BPM discordou da reportagem, acusando a rede de televisão de ter negligenciado na veiculação da matéria sobre os índices de violência no município. ”A reportagem não teve a veracidade nos dados estatísticos e a emissora não se atentou para checar as informações com o Comandante da Unidade ou com a Assessoria de Comunicação do Batalhão”, rebate o Comandante, que convida a população a assistir uma nova matéria, na mesma emissora, no Programa Fala Brasil, desta terça-feira (30), quando segundo o oficial será exposta a verdadeira situação.

Vale ressaltar que, em 2023, outros veículos de imprensa, a exemplo da Globo destacaram um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, informando que Jequié tem taxa de 88,8 mortes violentas intencionais para cada 100 mil habitantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário